sábado, 3 de setembro de 2011

"12 Macacos"

Boa tarde, continuando a minha partilha de cinema convosco desta vez venho falar de um filme do longínquo ano de 1995 que é realizado por Terry Gilliam.
A historia do  filme começa num futuro próximo em que a humanidade foi praticamente dizimada por um vírus muito potente, erradicou os seres humanos da face da terra literalmente. O filme conta com as magnificas interpretações de Bruce Willis e talvez a melhor interpretação de Brad Pitt. Dá entender até uma certa parte do filme que o grupo 12 macacos são os culpados pela libertação do vírus que se tornaria numa doença mortal. O que vos posso falar  do filme sem quebrar a curiosidade e o mistério é que vai haver um mudança no rumo da historia.
A qualidade da fotografia e da iluminação deixa muito a desejar mas por outro lado pode ter sido feito a pensar em simular o fim da humanidade. Como é viver na escuridão  com medo de um inimigo invisível. Ao longo do filme somos bombardeados com "flashbacks" que não fazem muito sentido mas com o passar da historia vai se entendendo e acaba por ter a sua lógica. A personagem "Jeffrey Goonies" interpretada enormemente pelo Brad Pitt aparece a primeira vez num hospício e faz um papel digno dos prémios da academia em todo o filme. É uma película com algum suspense , misterio que nos faz estar presos ao ecran. Tem  alguma ficção cientifica, retrata um tema que gosto particularmente como as viagens no tempo, que  neste caso são para evitar que o vírus se liberte no planeta. Foi nomeado para vários prémios tendo Brad Pitt ganho um "oscar" para melhor actor secundário  pela sua interpretação como referi mais acima. Também, Jullie Weiss ganhou um oscar para melhor figurino. Este filme vale a pena ver por tudo e mais alguma coisa. Deixo vos aqui um trailer para alimentar a vossa curiosidade, em suma o filme de topo para ver e rever, abraços e bons filmes:




 

1 comentário:

  1. E ai galera,
    Eu assisti esse filme pela segunda vez e confesso que na primeira ele deu um nó na minha cabeça kkkkk.
    Eu assisti e depois pensei muito e nem dormi direito com tanta duvida na minha cabeça. Mas após muito ver rever e analisar as cenas detalhadamente cheguei a uma conclusão que se encaixa em todas as partes da trama.
    Vamos analisar alguns pontos:
    1 – Cole e um garoto que presenciou uma cena de crime em um aeroporto.E a partir daí ele começa a desenvolver uma fantasia pois já sofre de problemas psicológicos. ( observem como ele fica impressionado com a cena do homem morrendo, e como a cena se repete em sua mente ao longo do filme com personagens diferentes e como no final ele observa atentamente o avião). Como a psiquiatra disse: você esta tendo a mesma fantasia e só esta trocando os personagens.
    2- Não existe vírus, futuro apocalíptico nem terrorista nem cientistas.Tudo não passa da fantasia de Cole que presenciou uma cena de crime. O hospício e a psiquiatra existem, mas só nas cenas reais de internação e consultas. E a psiquiatra é uma pessoa real que o trata com carinho e atenção e por isso ele logo a inclui em suas fantasias.
    3-Ele cresce e se torna um adulto violento e problemático e é realmente internado em um hospício. Lá ele conhece pela primeira vez a psiquiatra, por quem se apaixona e então associa seu rosto ao da mulher do aeroporto que estava tentando socorrer o homem baleado. Prova disso e o fato de ele associar o rosto de Brad Pitt “que é completamente louco” ao terrorista. Ou o rosto da corretora de seguros que estava no aeroporto “que era uma figura marcante” ao de uma cientista de suas fantasias.
    Em resumo toda a historia de ficção se desenvolve a partir da fantasia criada por uma criança que se torna um adulto problemático e toda a parte real é a vida desse adulto “Cole”seja nas ruas ou seja no hospicio.

    ResponderEliminar